Quem sou eu

Minha foto
Somos cinco estudantes do curso de ADM com um objetivo. Discutir temas profissionais que envolva a comunicação e o mercado de trrabalho.

domingo, 24 de agosto de 2008

Qualificações e habilidades que o mundo do trabalho requer


O mercado de trabalho está cada vez mais restrito às pessoas que atendem às necessidades e qualificações esperadas pelas empresas. Através deste informativo, você poderá identificar e analisar quais são essas exigências ,e, se você estar ou não dentro desse nível de qualidades. Caso você não se enquadre nesse perfil, não se preocupe, aqui vão algumas dicas para que você fique antenado!

As habilidades e competências que são importantes para um bom desempenho profissional é basicamente composta por três tipos de qualificações: as habilidades básicas, habilidades do pensamento e as qualidades pessoais.

As “habilidades básicas” significam saber: ler, escrever, executar operações aritméticas e matemáticas, ouvir e falar. No que diz respeito à ‘ler’, entendesse que é preciso compreender e interpretar as informações escritas em documentos, por exemplo, manuais, gráficos e planos, para que possa executar as tarefas. ‘Escrever’, compreende a registrar a informação completa com cuidado e perfeição, saber criar documentos como: cartas, relatórios, propostas e etc. fazendo o bom uso da gramática, ortografia e pontuação.
Na ‘aritmética’, faz-se necessário executar cálculos básicos, fazer o uso dos conceitos numéricos básicos como números inteiros e percentagens em situações práticas, contudo sem o uso da calculadora. Na ‘matemática, usar dados quantitativos para a construção de explicações lógicas para as mais variadas situações do mundo real. ‘Ouvir’, saber receber, interpretar e responder as mensagens verbais. ‘Falar’, está associado à organização das idéias e a comunicação de mensagens orais apropriadas aos ouvintes e situações, saber participar em conversações, discussões, e apresentações em grupo.

As “habilidades do pensamento” dizem respeito a: pensamento criativo, tomada de decisão e a solução de problemas. ‘Pensamento criativo’ compreende a geração de novas idéias fazendo conexões entre idéias não usuais, optando por alterar ou reformular metas , e, almejando novas possibilidades, em outras palavras, usar livremente a imaginação. Na ‘tomada de decisão’, é necessário especificar metas e restrições, gerando alternativas e considerando riscos, avaliando e escolhendo as melhores alternativas. Para ‘solução de problemas’, o primeiro passo é reconhecer que existe um problema, e em seguida é importante identificar as possíveis razões para o problema e elaborar um plano de ação para resolvê-lo.

E por fim as “qualidades pessoais”, que são: responsabilidade, auto-estima, ser social, auto-gerenciamento e integridade e honestidade. ‘Responsabilidade’ é empenhar-se para alcançar metas, prestar atenção nos detalhes, executar bem a tarefa mesmo quando essa não lhe é agradável, ter um bom padrão de freqüência, pontualidade, entusiasmo e otimismo. ‘Auto-estima’ é acreditar no seu próprio valor e manter uma visão positiva de si mesmo, conhecendo suas próprias capacidades e necessidades emocionais, sabendo lidar com elas. ‘Ser social’ é demonstrar compreensão, amizade, ser adaptável, ter empatia e ser cortês em situações sociais do cotidiano. ‘Auto-gerenciamento’ é avaliar adequadamente as próprias habilidades, capacidades e conhecimentos. É estabelecer metas pessoais bem definidas e dentro da realidade e, motivar-se através de suas realizações. E ‘integridade e honestidade’ é ter um bom posicionamento quando estiver frente a uma decisão ou comportamento que possa contrariar os seus valores pessoais ou sociais.

Bem, espero que eu possa ter esclarecido um pouco desse tema que é tão abrangente de assuntos diversos. Essas habilidades e qualidades, como falei no texto, são as necessidades básicas para você que quer ter, ou melhor, que quer ser um diferencial nesse mercado onde, o que se espera hoje não é mais o que se esperava ontem! É lógico que existe outras carências como: cursos de capacitação e qualificação, dominar mais de um idioma, entre outros. Assuntos estes que vocês poderão ver mais à frente com novos textos e novas dicas de onde encontrá-los. Por isso fique sempre por dentro, por que aqui é o seu PONTO DE PARTIDA!


Flávio Tavares

11 comentários:

kevinfc disse...

a inteligência emocional hoje em dia é um grande diferencial para um profissional, como foi mencionado a auto-estima, há tbm a resistência ao stress e saber trabalhar sob pressão de resultados!

Professora Patricia disse...

Meninos,parabéns pelo blog e pelo "serviço prestado" ! Vão em frente ! Comentem, se posicionem sobre o assunto, sugiram exemplos.

Comunicação e censura disse...

Como pode-se verificar através deste texto, há uma série de habilidades que o mercado de trabalho exige do profissional que não são lecionadas na faculdade, pois não há disciplina que ensine sobre saber ouvir, ter responsabilidade ou pensamento criativo, por exemplo.
Então, como adquirir ou desenvolver estas habilidades?
Acredito que a interação com os colegas,a troca de experiências que cada um adquire fora de sala de aula e a realização de trabalhos em equipe e debates, são excelentes pontos de partida.


Bárbara Santiago Figueirôa

Ponto de Partida 5 - Seu diferêncial começa aqui! disse...

É fundamental ter uma noção das qualidades necessárias exigidas nas organizações. Realmente, não existe uma disciplina que ensine como se comportar nas empresas. Se é que existe alguma forma de ensinar. Acredito que os valores, a ética, o comprometimento com o que faz. Vem realmente das experiências que cada pessoa terá ao longo de sua vida.

Ewerton Antonio N. S.

Ponto de Partida 5 - Seu diferêncial começa aqui! disse...

O mercado de trabalho evolui diariamente. E, é essencial que o profissional se qualifique cada vez mais. Pois, depende de cada um buscar seu diferencial. As empresas, atualmente, estão a procura de profissionais que tenha características muito além da competência. Ou seja, capazes de demonstra resultados acima das metas. O bom profissional é aquele que enxerga além do óbvio. Não adianta mais ser competente, é fundamental ser METACOMPETENTE.

Carlos André O. de Paula.

Ponto de Partida 5 - Seu diferêncial começa aqui! disse...

Essa qualificação que o mundo do trabalho requer deve ser buscada incasavelmente, sempre pensando em melhorar diariamente. Sei que muitas vezes não é fácil devido as tarefas e atribuições do dia-a-dia, mas se queremos o melhor, é preciso ser muito bom!

Diego Oliveira de Menezes

Palavra de Hermes disse...

Cada vez mais as empresas buscam profissionais capacitados, por isso é importante que as pessoas que querem ser um diferencial corram atrás de qualificação. Cada pessoa tem seu potencial. E a faculdade é um caminho para se desenvolver. Através de pesquisas, debates em sala, compartilhar de opniões com outras pessoas sobre fatos e experiências ocorridas no dia-a-dia, que são os melhores ensimentos que uma pessoa pode ter.

Por: Joelma Fagundes

Palavras de Hermes disse...

Existem os dois lados da moeda. Existem empresas que valorizam essa capacidade e consideram estas qualidades profissionais de extrema importância, e facilmente você conseguirá um emprego ou se já estiver empregado suas chances de conseguir uma promoção aumentam. Porém, como eu havia dito existe o outro lado, para quê tanto preparo, se as empresas não estão dispostas a pagar o valor compatível com o seu conhecimento? Existem excelentes profissionais que no momento se encontram desempregados, e a maior causa disso é o simples fato de deterem muito conhecimento. As empresas alegam que se contratar um profissional altamente capacitado para uma função de menor complexidade, em relação ao nível que ele mantinha, poderá causar entre outros malefícios a desmotivação e frustração. Toda via, para quem está capacitado é difícil se manter no mercado de trabalho, imagine para quem não está. Se for pra escolher... escolha o conhecimento.


Tâmara Lima

Palavras de Hermes disse...

Concordo com Flávio, essas são dicas básicas para quem quer ser um diferencial no mercado de trabalho. Vale lembrar que a troca de experiências também conta, além da experiência de vida,da disciplina,da responsabilidade...E saber lidar com as situações do dia-a-dia.Parabéns Flávio. por:Renata Brandão

Ponto de Partida 5 - Seu diferêncial começa aqui! disse...

A qualificação profiisional é indispensável para o ingresso no mercado de trabalho, entre as citadas, ler e escrever são as principais,uma vez que ler não é apenas juntar as letras e formar uma palavra,mais sim interpretar e compreender o que o outro escreveu, assim como escrever é redigir coerentemente para que o leitor entenda claramente o que você esta escrevedo.Portanto parabéns Flávio pelo texto que você redigiu.

Cristiane Amaro

Palavras de Hermes disse...

Concondo com todas essas dicas, aqui muito bem exemplificadas por Flávio, mas é como Tamara bem colocou existem muitos profissionais muito bem qualificados no mercado
(desepregados - eu conheço uma super qualificada), que as empresas simplismente não querem pagar o quanto vale o conhecimento deste profissional, que diga-se de passagem levou um bom tempo se preparando. Isso não é uma desculpa para não estudar-mos e nem nos qualificarmos, mas uma dura realidade que enfrentamos em nosso país... Como se diz por aí a fila anda, e o conhecimento não para de evoluir, a cada momento surge uma nova ferramenta de trabalho que nos mostra que tudo o que sabemos, simplismente NADA É!
E que pede uma melhor e maior qualificação dos profissionais. E ser sóciavel, responsável e trabalhar em equipe é o mínimo que se pede, até porque o trabalho é uma extensão de nossa casa / família... se levarmos em consideração que passamos mais tempo fora(ambiente de trabalho), do que propriamente com nossos familiares.


Nadja Silva.