Quem sou eu

Minha foto
Somos cinco estudantes do curso de ADM com um objetivo. Discutir temas profissionais que envolva a comunicação e o mercado de trrabalho.

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

DICAS PARA SE SAIR BEM EM SUA ENTREVISTA.


É muito raro nos dias de atuais receber uma oferta de emprego logo na primeira entrevista. O mais comum é que o candidato seja submetido a duas ou três entrevistas. Diferente de antigamente, empresas estão buscando um profissional que não tenha só força física, mais tenham capacidade de resolver problemas inesperados, ou seja, o empregado não pode só ser competente tem que ser metacompetente. Por isso que a entrevista tem que ser realizada por alguém que seja especifico da área de recursos humanos, para que com isso consiga perceber o potencial do candidato. Geralmente a entrevista é o segundo passo para que, o candidato ingresse no mercado de trabalho .
Nessa hora o candidato tem que está atento, pois essa oportunidade pode ser única. Pensado nisso, o (PONTO DE PARTIDA), está ajudando você a entrar nesse mercado tão competitivo, existem sete dicas fundamentais para que a sua entrevista seja um sucesso.

1º Cuidado com o visual: Use roupas de tonalidades suáveis cabelos cortados, barba feita, não use roupas sensuais tipo: tomara que caia ou decotes., lembre-se que a primeira impressão é a que fica.

2º Começo firme: Se você estava sentado quando o entrevistador chegou à sala levante-se, e troque um aperto de mão firme com ele (ela).

3º Apresente-se: Aproveite o momento para “quebrar o gelo”, apresente-se evitando frases decoradas como, por exemplo; Bom dia, meu nome é Carlos, tenho 23 anos... Fique calmo.

4º Fale com clareza: Não exagere, fale o necessário ou seja o que realmente interessa. Lembre-se que é uma conversa de trabalho e não um papo de barzinho.

5º Cuidado com o vocabulário: Não use palavras vulgares , como por exemplos gírias do tipo: ta ligado,ta massa, ta o bicho, meu irmão... . Use palavras formais, mais não exagere na formalidade.

6º Estude a Empresa: Um dos diferencias de um entrevistado, é o reconhecimento prévio, conheça a empresa antes de ir à entrevista. Em jornais, revistas ou pela internet. Um bom conhecimento pode definir vaga.

7º Despeça-se com cortesia: Esse gesto de simpatia pode, com toda certeza, ajuda e muito sua avaliação. E lembre-se o entrevistador esta ali para lhe ajudar, e extrair o melhor de você, e não lhe atrapalhar.



ALGUMAS FRASES FORAM ESTRAIDAS DO TEXTO DA: ( EFETIVE.NET)

ASS: CARLOS ANDRÉ OLIVEIRA DE P.

11 comentários:

Palavra de Hermes disse...

Para um profissional qualificado o mercado estará sempre de portas abertas, quase sempre nem deixando o mesmo ficar desempregado. Por isso a qualificação/especialização são de extrema importancia no mercado atual. Acredito que certas "dicas" partem apenas de um bom senso do candidato, pois em processos seletivos você esta vendendo o seu melhor produto: VOCÊ MESMO!

Por Bruno Ricardo

Ponto de Partida 5 - Seu diferêncial começa aqui! disse...

Sem dúvida Carlos, todas essas dicas são válidas. Mas, o interessante para o candidato é ser original. Sobre ser metacompetente, é fundamental o profissional demonstrar resultados surpreendentes. Ou seja, ter um diferencial.


Ewerton Antonio.

flavio_tavares1 disse...

Primeiro parabéns pelas dicas, acho que é de grande ajuda, principalmente pra quem está à procura do primeiro emprego. Na minha opinião, se conseguir manter a calma, aumentará e muito a chance de você ter êxito na entrevista.

Flávio Tavares

Ponto de Partida 5 - Seu diferêncial começa aqui! disse...

O candidato precisa mostrar que é adaptável e consegue se "virar" nas mais diversas situações,que é capaz de exercer suas funções mostrando suas grandes habilidades e o seu conhecimento!

Diego Oliveira de Menezes.

Ponto de Partida 5 - Seu diferêncial começa aqui! disse...

Parabéns Carlos, pois muitos candidatos perdem boas oportunidades de emprego por não saberem comportar-se em uma entrevista, acredito que essas dicas ajudarão bastante na luta por uma vaga no mercado de trabalho.

Cristiane A Santos

Ponto de Partida 5 - Seu diferêncial começa aqui! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
SICILIA disse...

Claro que tudo que foi escrito é válido , acredito também que é bom ter cautela e ser natural. Todos estes passos podem transformar o candidato em um robô e é obvio que os entrevistadores vão perceber e o candidato pode perder uma grande oportunidade. Se liguem!!!!!!!

Palavras de Hermes disse...

As dicas dadas por Carlos são de extrema valia. Realmente o candidato tem que estar preparado para uma entrevista, o mercado é bastante competitivo e se você não tem um diferencial não vai ter muita chance, mas não se prendendo muito a dicas você pode ser você mesmo e mostrar que tem interesse em trabalhar naquela empresa e mostrar porque você merece uma chance, sendo tranquilo, prudente, verdadeiro. por:Renata Brandão

Comunicação & Tecnoligia disse...

Acho as pessoas que concorrem a qualquer vaga, seja como contratado ou estagiário deve seguir tudo o que foi citado no texto. Eu mesmo, pude sentir de perto tudo isso, onde conquistei minha vaga de estagio, justamente me diferenciando de meus concorrentes de forma que segui varios pontos citados neste texto.
A princípio, pesquisei na internet qual era a atividade principal da empresa. No dia da entrevista, cheguei bastante cedo e procurei passar confiança, credibilidade e empenho durante o debate que houve entre os candidatos e o setor de RH da empresa, confirmando, de certa forma, todo o perfil que descrevi no meu curriculo. Por último, após a entrevista eu mandei um e-mail agradecendo a participação no processo de seleção e liguei duas vezes na ansiedade de saber se havia sido contratado ou não.

Ass.: Tiago Silva

Comunicação Urbana disse...

Discordo, quando é colocado que “a entrevista tem que ser realizada por alguém da área de RH, para que com isso consiga perceber o potencial do candidato”. Não é o que ocorre hoje nas empresas, pois cada vez mais as empresas tem delegado esta responsabilidade aos seus gestores, que em sua maioria não tem formação em RH e sim em Administração e outras, porém não menos eficientes de que os especialistas em recrutamento e seleção, porque o que mais conta em uma entrevista e a experiência do entrevistador em conduzir a entrevista a ponto de extrair do entrevistado suas qualidades e defeitos, separando as questões emocionais. Portanto além das sete dicas, acrescento a sinceridade nas respostas, por ser ponto fundamental e que no decorrer da entrevista, mesmo estando previamente “preparados”, se não acreditarmos naquilo em que estamos dizendo, cairemos em contradição e consequentemente será pontuado negativamente na avaliação.
Luciano Almeida

Vaneska disse...

Concordo com o redator quando aponta para a questão de que a entrevista tem que ser realizada por alguém que seja específico da área de recursos humanos, para que consiga perceber o potencial do candidato. Acho muito errado aquelas empresas que deixam a seleção de pessoas nas mãos dos gestores somente.

Em um artigo da VOCERH O inglês Peter Cheese, líder da área de human performance da Accenture fala da principal dificuldade que os grandes executivos tem na área de RH com relação a falta de habilidade para gerenciar pessoas. Cerca de 70% dos 867 presidentes e chefes de áreas-chave de empresas nos Estados Unidos, Reino Unido, Itália, França, Alemanha, Espanha, China e Japão ouvidos por uma pesquisa recente citam esse problema como um dos maiores obstáculos para se obter sucesso nos negócios.

Essa entrevista da VOCERH está no site: http://revistavocerh.abril.com.br/noticia/entrevista/conteudo_275059.shtml

Na hora da entrevista a pessoa da área de RH precisa está visando o que a empresa vai precisar lá na frente. E como diz o Blog o diferencial de uma empresa está no seu capital humano que é à base do sucesso da empresa.

Por isso, que boa parte das grandes empresas hoje está começando a entender a importância de um bom gerenciamento de capital humano para os negócios, pois devem escolher bem as pessoas certas que darão suporte às empresas, e isso só é possível se tiver boas práticas de recursos humanos. Assim, com o respeito a essas dicas que o redator falou já é um começo para se apresentar bem na hora de enfrentar técnicas verdadeiras de seleção ou numa entrevista de emprego.